2 de mai de 2017

A evolução humana segundo a tradição oriental (ZEN)



Olá amigos,
Certo dia, o Sr. Tranca Ruas, ao palestrar disse:
“A verdade é verdade em qualquer lugar e em qualquer tempo”.
Hoje ao assistir esta palestra me deparo com a explicação da tradição Zen, ensinada no século VII através das imagens dos 10 Touros. Que são os mesmos ensinamentos que as entidades do Tucal se utilizam ao nos orientar.
1 – Admitir que você não é o que imagina.
2 – Assumir seu lado sombra e perceber o quanto ele é mais forte do que imagina.
3 – Se propor a dominá-lo através de exercícios diários de observação e correção.
4 – Ouvir as críticas com bons ouvidos, compreender que as pessoas enxergam em você sua verdadeira face e não a máscara que criou.
5 – Superar cada etapa. Iniciar pelo fora, dramas e traumas familiares; com relacionamentos de amizades e amorosos nocivos que deixaram dores e dessabores; assumir seu quinhão de responsabilidade em todas estas situações e observar qual é o ponto mais frágil em sua personalidade; aprender se auto observar com verdade sem se condenar; reformar constantemente máscara por máscara até chegar no real, o Eu; continuar o desafio de domínio sobre o instinto que inevitavelmente criará situações diversas para te lubridiar e forçar ao retorno da zona de conforto dentro da massa, no inconsciente coletivo.
Na verdade, nada mais é do que o caminho que deve ser seguido para alcançar o triunfo sob nossos instintos, o verdadeiro caminho que deverá ser seguido para fazer sua tão afamada reforma íntima.
Espero que este vídeo auxilie a compreensão de que não há como fugir destas fases que é enfrentar a dor e a decepção inicial. Isto é primordial.

Abraços e Luz,

Solange Costa – Dirigente Espiritual




Nenhum comentário:

Postar um comentário