23 de mar de 2017

Conhecendo a Máquina Corpo

Resultado de imagem para alguem feito de luz meditando

Olá amigos,
                Hoje vamos falar um pouquinho do que é a máquina humana, como o corpo reage e o que podemos aprender para ficar no controle deste aparelho físico.
                Em primeiro lugar precisamos compreender que o corpo é uma máquina que foi criada para funcionar, existem programas inteligentes nessa máquina que podem dominar o controle de nossas vidas diante das situações vividas.
                Muitos dizem que são incapazes de meditar por entenderem que meditar é sinônimo de silenciar a mente. Diante desta incapacidade, tais pessoas acabam por se irritar, frustrar ou desistir desta técnica tão poderosa e eficaz. Sendo assim, vamos compreender o porquê disto tudo e como meditar de forma proveitosa.
                Os órgãos do nosso corpo são programados ou constituídos de forma inteligente para funcionar e manter a vida. Sendo assim, nós não precisamos nos atentar às inúmeras funções necessárias para nos mantermos vivos. Já imaginou alguma vez se você precisasse controlar sua respiração, seus batimentos cardíacos, sua digestão, suas funções fisiológicas e etc? Seria uma verdadeira odisseia com um final catastrófico. Portanto, devida a grande Inteligência Divina, o corpo funciona automaticamente aos mais variados estímulos e necessidades humanas. Nós não precisamos nos preocupar se nosso coração está pulsando 80 vezes por minuto, que o ar que entrou tem que sair pelo mecanismo da respiração, que o sangue tem que circular por nossas veias, que os martelos precisam acionar para podermos ouvir e, assim por diante. A Máquina Corpo é uma das criações mais perfeitas já vista e estudada.
                Pois bem, para que tudo funcione perfeitamente existem, o que podemos chamar, de programações central que são os neurônios e o sistema endócrino.
                Da mesma forma que o corpo funciona automaticamente para manter a parte física ele também produz estímulos diante de situações emocionais através do sistema simpático e parassimpático que é o sistema nervoso autônomo que não tem controle, ou seja, que nós não controlamos (funcionamento dos órgãos e glândulas). É a parte involuntária do nosso corpo, que parte de um neurônio (nervo) do sistema nervoso central  (espinha medular) até se comunicar com um gânglio (conjunto celular), dando continuidade através de fibras nervosas até gerar uma sinapses (comunicação) com um órgão (tecido que não controlamos) ou víscera.  
                A ciência também já descobriu que o coração possui 40 mil neurônios. Mas como assim? Podemos perguntar: Os neurônios não são pertencentes ao cérebro? A resposta é: Não! O cérebro não é o único órgão que possui neurônios para enviar mensagens para o funcionamento da máquina corpo, o coração que é o centro das emoções também possui esses neurotransmissores que agem diretamente em nossas reações e sentimentos liberando hormônios.
                Vejamos:
- Se estou feliz meu coração irá enviar esta informação para o meu cérebro e imediatamente ele enviará essa transmissão para as glândulas e liberará hormônios de serotonina e endorfina que me trará sensações prazerosas.
- Se estou com raiva ou medo o processo será o mesmo, só que a liberação hormonal será outra. As glândulas irão liberar adrenalina e noradrenalina, que vão preparar meu corpo para me defender, correr, lutar, agir e, etc.
- Se estamos apaixonados será liberada a dopamina que é o neurotransmissor de controle das emoções, como por exemplo, o amor e paixão. Ela potencializa a sensação do bem-estar.  Seus níveis também aumentam na paixão e é responsável pelo aumento do desejo pela pessoa amada. Também é ela que atua nas descargas de emoções para o coração e para as artérias.
                Diante disto tudo podemos perceber que da mesma maneira que o corpo contribui para as reações de todo tipo de emoções, que ele também gera mecanismos de realizações através de ações repetitivas. Exemplo: Quando você começou a aprender dirigir, era necessária uma atenção em todos os movimentos; momento de trocar as marchas, acelerar, brecar, acionar a seta, etc; depois de algum tempo dirigindo seu corpo não necessita mais da sua ajuda e atenção ele conclui todos os procedimentos automaticamente e sua atenção pode ficar livre para outros objetivos.
                Compreendendo este funcionamento podemos ver que é impossível parar a mente, o corpo; ou deixar de sentir as emoções. Então o que podemos fazer para viver uma vida mais consciente? Aprender a observar com razão as reações trazidas pelo ego e a conduta mecânica de hábitos negativos e depreciativos que acabamos condicionando nossa máquina corpo.
                Qual é a única forma de manter sua mente no agora e na razão? É focar na respiração e nada mais. Volte toda sua atenção apenas para sua respiração e verá que instantaneamente suas reações hormonais, que te desequilibram (raiva, medo, ansiedade, nervosismo), reduzirão.
                Ao meditar faça o mesmo, coloque toda sua atenção em sua respiração e transforme-se em um observador. Você perceberá que seus ouvidos continuam ouvindo, que seu nariz continua a perceber os odores, que seu corpo continua sentindo e que sua mente tentará o tempo todo conquistar sua atenção trazendo inúmeros assuntos para alcançar este intento e, cada vez que ela trouxer um assunto você observará do que se trata e voltará a colocar sua atenção na respiração. Com o passar do tempo você perceberá quais são as coisas e sentimentos que te incomodam, que te atormenta e poderá aos poucos e racionalmente a trabalhar nestes pontos limpando estas densidades para se equilibrar.
                A meditação, assim como o sono, é primordial para a captação de prana (energia vital), que além do equilíbrio emocional também trará equilíbrio físico limpando os bloqueios energéticos que causam as doenças. Por esta razão aconselhamos a meditação diariamente, assim como você se alimenta e higieniza fisicamente, a meditação irá alimentar e higienizar seu corpo etéreo. Cuide-se, tenha amor por si.

Abraços e Luz,

Solange Costa – Dirigente espiritual

Nenhum comentário:

Postar um comentário