24 de mar de 2014

Captação Sensível.



Significado de Captar
 
v.t.d. Conseguir (para si) através de capacidade, habilidade ou mérito; atrair: captou elogios dos pais; captou o ciúme do marido.
 Colher ou guardar; apanhar: captar os apontamentos do professor; captar os raios solares.
 Fazer com que o sinal chegue aos receptores (rádio ou TV): captar o sinal de áudio e vídeo da TV e do som.
 Entender (alguma coisa); compreender: captou a mensagem do texto.
 Economia. Recolher recursos através da venda de títulos de créditos.
 (Etm. do latim: captare)
 
Significado de Sensível
 
adj. Dotado de sensibilidade; que tem sentidos: o homem é um ser sensível.
Que pode ser percebido pelos sentidos; material, concreto: as coisas sensíveis.
Que reage facilmente às mínimas impressões físicas ou morais: sensível ao frio, aos elogios.
Física. Que registra as mínimas variações: balança sensível; filme sensível.
Fig. Emotivo, compassivo, humano, terno:
 
Sinônimo de sensível: impressionável
 
Fonte: www.dicio.com.br
 
            Acima coloquei o significado das duas palavras: Captar / Sensível. Porém, vamos compreender o termo captação sensível pelo lado astral.
 
            Captação: Ter a capacidade de entender, de compreender e de interpretar.
 
            Sensível: Sentir. Tudo que se relaciona à sensibilidade esta diretamente ligado ao corpo sensorial. É ele que em primeiro plano capta as energias, para só então, conseguirmos processar a informação no corpo mental e compreendê-la racionalmente. Sendo assim, podemos compreender que o corpo sensorial percebe, capta e sente muito antes do corpo mental e, só então termos condições e material para compreender racionalmente o que ocorre em nosso entorno ou interior.
 
            O Caboclo Cobra Coral, deseja que entendamos o termo captação sensível, exatamente nesta condição, quando ela ainda está no corpo sensorial, no estágio do inconsciente, antes de ter sido processada pelo corpo mental e se tornado racional.
 
Explicação:
            Captação sensível, seria a capacidade de uma pessoa sentir uma emanação, uma faixa energética ou um campo vibracional, sem que se dê conta racionalmente do que está acontecendo em seu interior. Ou seja, o médium adentra em uma faixa de energia através do seu corpo sensorial mas, de forma inconsciente e sem saber explicar racionalmente o que está sentindo exatamente se manifesta dentro daquilo que o seu corpo mental consegue compreender racionalmente, tentando externar da melhor maneira possível a enxurrada de sensações que percorrem seu ser.
            Dentro dos trabalhos de Umbanda poderemos facilmente encontrar este tipo de manifestações nas giras de Orixás. Nestas giras os médiuns através da captação sensível, manifestam as emanações de determinado Orixá externando o que tais vibrações causam em seu emocional e, diante deste sentimento, ele (o médium) conseguirá afetar o campo áurico das demais pessoas através da energia magnética desprendida.
            Então vejamos de uma maneira bem simplista como isso ocorre:
            1 - Sabemos que somos energia, sendo assim, basta uma sintonia para haver uma comunhão destas energias.
            2 - O magnetismo, pode ser compreendido como a energia da atração. Tudo aquilo que se deseja realmente, será atraído.
            3 - O médium, ao receber a autorização do guia chefe para manifestar um Orixá, entra em estado de concentração para entrar e sentir a energia emanada pelo mesmo, ou seja, entra através da captação sensível (sensações e sentimentos) na faixa vibracional deste Orixá, tenta compreende-la em seu mental para posteriormente externar em seu corpo físico tais sensações.
            4 - Após racionalizar estas sensações para manifestá-las, o fará na intenção de agregar à corrente mediúnica envolvendo à todos com seu magnetismo.
            Exemplo: Canta-se para o Orixá Ogum. Sabemos que os Orixás não são seres (indivíduos) e sim energias que despertam nossos sentidos físicos, emocionais e espirituais, por esta razão não há como ocorrer a incorporação de um Orixá em si. Sendo assim, ou o médium incorporará uma entidade atuante nesta energia ou manifestará animicamente através da captação sensível o que compreende desta energia.
            Ainda dentro do exemplo, poderemos facilmente identificar nas giras do Orixá Ogum, médiuns incorporados por caboclos que apresentam esta energia, como: Ogum Rompe Mato, Ogum Beira Mar, Ogum Megê, etc., entidades diretamente ligadas às energias do Orixá, que trazem o conhecimento de como manipulá-las à favor de todos e os médiuns que se manifestam através de seus próprios sentimentos e compreensões, onde geralmente, dentro desta linha, externarão energias magnéticas de força, altivez, autoridade, invencibilidade, etc.
 
            Dentro da matéria, Linhas das Águas, anteriormente postada em nosso site, vocês terão o exemplo destas manifestações, onde muitos médiuns acreditam-se incorporados por elementais porém, na realidade trata-se de manifestações através da captação sensível onde, conforme suas emoções e compreensões, os médiuns transmitem magneticamente o desejo de: Liberdade, limpar, equilibrar emocionais, abrandar corações, etc., alcançando assim o campo áurico de todos àqueles que ali estiverem de corações abertos e envolvidos nos trabalhos realizados.
 
            Não podemos deixar de ressaltar que os guias que estão de fato presentes nestes trabalhos estarão prontos para potencializar e direcionar estas energias magnéticas emanadas pelos médiuns em captação sensível.
 
            Neste ponto de compreensão, muitos médiuns perguntaram: - E como ter certeza de que estamos incorporados por uma entidade? Qual a diferença entre uma entidade e uma manifestação anímica?
 
            A resposta é muito simples: - Basta serenar sua mente e silenciosamente prestar atenção. Toda entidade, por ser um indivíduo, ao se aproximar do médium trás suas orientações, atua conforme sua personalidade, ou seja, tais manifestações são acompanhadas de pensamentos racionais que orientam a manifestação. Já as manifestações através da captação sensível, ocorrem unicamente baseada em sensações, não há orientações e nem impressões de personalidade de outro ser. É como olhar uma bela flor, ela não nos fala porém, ao admirar sua beleza ficamos encantados, causando uma sensação boa que invade nosso ser e tira de nós (através de uma manifestação física) um belo sorriso.
 
            Esperamos ter colaborado para esclarecer algumas dúvidas tão corriqueiras enfrentadas por muitos médiuns. E aproveito para deixar um recado e complementar esta matéria: O único caminho para se ter absoluta certeza da influência de uma entidade através de sua mediunidade é se conhecer profundamente, ou seja, todo médium tem que ter coragem de se olhar com verdade, conhecer seus pontos falhos e bons, compreender suas capacidades e fraquezas, só assim, ele terá facilidade para reconhecer a influência de uma segunda personalidade atuando em seu campo mental.
            Mais uma vez, entramos na profunda importância de se realizar a reforma íntima, pois é através dela que o médium aprende a se conhecer livre das máscaras criadas ao longo da vida.
 
Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá.

Um comentário:

  1. Muito interessante sua matéria, gostei muito.....Luz em sua caminhada terrena.....Abraços Fraternos

    ResponderExcluir