11 de nov de 2013

Corrente mágica de Umbanda




         Se várias pessoas reúnem-se com um único objetivo, formado por pensamentos, objetivos e energias, forma-se uma coletividade. Essa coletividade protege e estimula seus participantes a seguirem as diretrizes por ela pregadas, fazendo com que se fortaleça e cresça e, com o crescimento, torne-se maior o número de adeptos; em conseqüência desse maior número de participantes, maior será a força de atuação dessa coletividade.

            Todos, porém, devem estar voltados para o mesmo objetivo, para que se consiga obter o resultado mais salutar possível. Se apenas um elemento dessa coletividade, conhecida como corrente, desviar-se da diretriz,  será naturalmente eliminado dessa coletividade através da força das energias que a mantém.

            Se uma corrente é formada e utilizada com objetivos chamados mágicos brancos, nunca poderão ocorrer desvios da diretriz, isso por que um só elemento contrário a maioria dos participantes dessa corrente mágica, romperá essa corrente, permitindo a entrada de elementos do baixo astral em meio a essa coletividade, ocasião em que os resultados serão os mais danosos possíveis. Esses desvios normalmente ocorrem através de pensamentos daninhos, raivosos e egoístas em meio aos participantes da corrente, que incapazes que são, normalmente, de perdoar e auto avaliar seus maus instintos, vibram pensamentos extremamente negativos. Por esse motivo os cuidados com a reforma íntima, os pensamentos e com o controle das maledicências (falar mal das pessoas, fofocas, intrigas) devem ser grandes, não vibrando desta forma energias contrárias a diretriz.

            Toda coletividade é formada por duas correntes, uma material e outra espiritual. As falhas sempre ocorrem na material através de orgulhos, egos e vaidades exacerbadas.

            Para conseguir trabalhar em uma corrente de Umbanda é necessário que o adepto possua em seu coração a vontade inerente de se melhorar e de ajudar sempre que possível. De posse desse sentimento, o adepto não irá desviar-se da diretriz, evitando o próprio fracasso e o seu conseqüente aumento cármico e afastamento. Não vibre coisas contrárias ao que aprendeu, e não haverá fracassos.

            Todo médium que pertencente a uma corrente transforma-se num elo, que receberá dos demais elos, forças para suportar grandes pressões existente no decorrer da jornada evolutiva. Para que se mantenha a corrente forte e atuante qualquer cacique eliminará o elo fraco, antes do rompimento e comprometimento efetivo dos demais elos, partindo do princípio: corrigir o corrigível, afastar dos demais o incorrigível.

            A conduta moral de um médium e sua índole são as únicas coisas que ele possui ao seu alcance, para no futuro ser feliz ou não. Infeliz daquele que aprende o certo ensina o certo e pratica o errado. Para o plano astral, os discursos de perfeição de nada valem se os atos não forem correspondentes ao que é dito.

            É certo que todos os seres humanos possuem falhas, porém, estamos dentro de um limite evolutivo onde, se constatada, a má vontade em buscar o próprio progresso espiritual, dando vazão a sentimentos negativos, levará o médium para sua derrocada, sendo absorvido por formas de magia negativa, às quais por sua vez também são coletividades, que geram suas forças absorvedoras.

            Vale ressaltar, que quando falamos em magia negativa, não estamos falando de cenários tenebrosos e sim de um estado de espírito inferior que externamente pode facilmente ser mascarado com belos ambientes, discursos corretos e sorrisos constantes.

Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá

8 comentários:

  1. Muito bom Sol, hoje em dia ficamos mais atentos com ambiente lobo na pele de cordeiro, sei dentro de mim que estou no caminho certo, diante uma correção prefiro me calar, fico furiosa mais comigo mesmo, me cobro muito e gosto de buscar o porque e nossa como demoramos para entender o porque, mais quando entendemos como fica mais leve, dai vem mais um passo e assim vamos melhorando e buscando nossa reforma intima...e preparado para a próxima...Buscar o desvio do mal pensamento no coletivo ajuda muito a criar um ambiente harmonioso de paz voltando para um único objetivo nossa reforma e nossa contribuição com nossa fé e religião. Beijos e vamos estudar Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim filha, é exatamente isto. Somos seres humanos e é normal a primeira reação diante de uma correção ser negativa devido nosso orgulho ferido porém, aquele que está aberto realmente para uma busca evolutiva em pouco tempo se centra e continua sua missão mais forte. Vamos estudar muito, este é o único caminho garantido para um bom desenvolvimento e reforma. bjoss

      Excluir
  2. Mãe Peq Aline Bizotto11 de nov de 2013 22:39:00

    O cuidado com nossos atos e pensamentos devem ser constantes.
    Ótimo ensinamento Mãe Sol.
    Cris, realmente ficamos mais leves né?
    Vamos juntos!

    ResponderExcluir
  3. Realmente é a corrente forte é tudo..algo sério que deve ser respeitado e seguido...bjs

    ResponderExcluir
  4. Corrente forte, precisa de elos comprometidos. Somos os elos> Por vezes fortes, por vezes fracos. Mas quando corrente, somos uno.

    ResponderExcluir
  5. Interessante tudo o que está escrito, mas não foi você quem escreveu deveria ao menos dar os créditos ao autor do texto. Que você receba de todos os seus filhos de santo o mesmo tratamento, amizade e compreensão que dispensou no passado para o seu Pai e Mãe de santo que lhe iniciou na Umbanda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho problema algum em dar os créditos devidos à quem é de direito, acontece que parte deste texto, que corrigi e melhorei, foi retirado de uma apostila na qual aprendi as noções básicas de Umbanda no Núcleo Umbandista São Sebastião, não coloquei o crédito por não saber realmente quem escreveu o mesmo, sendo que a apostila citada foi quase que completamente copiada de livros e textos da internet onde as fontes não foram citadas. Sendo assim, se você, Sr. Anônimo, souber a autoria original do texto, por favor me passe que com prazer farei a indicação. Não faz parte da nossa moral querer tomar pose daquilo que não nos pertence, trabalhamos com seriedade e muito estudo, além dos direcionamentos que nos são passados pelo plano astral. Sendo assim, fique à vontade para citar a fonte do texto acima, e assim, poderei postá-lo no original também. Não temos nada a esconder.
      E é com a Graça de Deus que estou recebendo dos meus filhos tudo o que sempre dei como filha de Umbanda: respeito, dedicação, responsabilidade, seriedade e uma conduta moral acima de qualquer suspeita.
      É com muita gratidão que rendo meu respeito a minha mãe no sagrado, Sonia Candenazzi, que hoje dirige a Casa DEUS, por toda dedicação e exemplo que ela dispensou a mim na minha iniciação, à qual mantenho até os dias de hoje carinho e amizade respeitosa.

      Abraços e Luz,
      Mãe Solange de Iemanjá

      Excluir
  6. Mãe Pequena Aline29 de nov de 2013 10:02:00

    Conheço e convivo com a Mãe Solange, desde o tempo do Núcleo de Umbandista São Sebastião, da qual fui filha por muitos anos e tenho Gratidão, e presencio na atualidade o retorno de seus filhos de fé, que trazem alegria, ânimo, respeito, dedicação, preocupações e decepções como em toda Casa ou família.

    Endosso as palavras da Mae Solange, de que não faz parte da nossa moral e que não precisamos tomar posse do que não nos pertence, e a quantidade de matérias no site e na página do facebook são provas disso.

    Que continuemos firmes na Umbanda, e nessa nova Era independentemente de religião e crença, fortes nos ensinamentos e orientações da Verdade, Respeito, Autoconhecimento e Evolução, sempre através do amor e com Coragem de agir de acordo com aquilo que aprendemos e acreditamos, assumindo nossa posição.

    Ainda, em tempo, também rendo meu respeito, Gratidão e Carinho a Mãe no Sagrado Sonia Cadenazzi, dirigente da Casa Deus, que tanto me acolheu, que tanto respeito, onde inclusive me casei e que tenho o maior respeito.

    Muita Luz a todos!

    Mãe Pequena Aline

    ResponderExcluir