3 de set de 2013

Os marinheiros






           A falange dos marinheiros tem sua origem na linha de Iemanjá e são chefiados por uma entidade conhecida por Tarimá. Grande parte são espíritos de pessoas que em vida foram marinheiros ou que, de alguma forma, eram ligados ao mar.

            Atuam à beira mar, em parceria com os guardiões, onde recebem espíritos endurecidos e paralisados em sua evolução para efetuarem os primeiros socorros de limpeza e reabilitação de seus corpos astrais. Trabalham na faixa vibracional ondiante, onde utilizam da positividade da água do mar, da potencialização do sal e do poder de absorção da terra para efetuarem este primeiro tratamento. Hoje, devido esclarecimentos recebidos, conseguimos compreender que o velho conceito de que tais trabalhadores já incorporam em estado de embriaguez era simples fruto da ignorância dos fundamentos e conhecimentos das faixas energéticas e fluxos vibracionais, assim como ocorreu tal incompreensão com as pombas giras e outras linhas de trabalho. O balanço se dá justamente pelo fluxo vibracional, que embala do corpo do médium para frente e para trás e a sensação de enjôo sentidos pelos médiuns podem ter origem na sensibilidade ao lidar com as energias condensadas que estas entidades limpam, ou mesmo, por influência de conceitos que foram incutidos em seus mentais (sugestão).           
            Sendo assim, é infundado pensar que todo marinheiro incorpora embriagado na intenção de beber mais ainda, utilizando do seu médium para alcançar este intento. É infundado o conceito de que são maliciosos e paqueradores, conceito este trazido por mentes distorcidas que se utilizam do nome das entidades para externar seus próprios maus instintos, confundindo a alegria de viver e a receptividade, sentimentos reais, emanados por eles.

            Invencíveis nas batalhas espirituais, nunca estão sozinhos. Quando em guerra, demandam em legiões, usando o principio de que a união faz a força, o que os torna imbatíveis. Normalmente, não são evocados em trabalhos considerados normais de um templo. São evocados para limpeza fluídica dos templos e pessoas em trabalhos específicos para tal.

            Na linha dos marinheiros existem alguns que fazem curas e operações espirituais isso porém, é muito raro; sua atuação maior é na descarga dos templos e nos trabalhos a beira mar em parceria com os guardiões. São grandes amigos, respeite-os sempre.
 
Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá
 

Um comentário:

  1. Mto esclarecedor este Texto!!!! =) Adorei....
    Salve os Marinheiros!!!

    ResponderExcluir