14 de set de 2013

Chacra básico



BÁSICO - Sentido da Geração- Regência: Orixá Universal IEMANJÁ.
 Mãe Iemanjá é o Trono Feminino da Geração. Irradia as Vibrações Divinas da Geração, o tempo todo, além de amparar e sustentar os seres que vivem de forma equilibrada este Sentido da Vida.
 O Fator Geracionista de Iemanjá gera o surgimento de todas as formas de vida. Além disso, Ela tem o Fator Criacionista, que desperta a nossa criatividade (novas soluções, novas idéias, novas formas de ver e pensar a vida etc.).
 Quando se vai iniciar algo novo, é importante um pedido de bênçãos à Mãe Geradora, para que esse projeto possa “nascer” devidamente abençoado por Ela.
 Seu elemento é a Água (símbolo do começo da Vida e também das emoções).
 Vale lembrar que a água é o elemento que melhor conduz energias e que melhor as absorve, também.
 Sobre o chacra Básico
 Localização: Base da coluna vertebral, logo acima dos órgãos reprodutores. Posição vertical, ele se abre para baixo. Forma um eixo magnético com o chacra da Coroa.
 Importância deste chacra: Dá sustentação aos demais chacras. Abrange: Alimentação, equilíbrio, saúde e finanças. Ligado às glândulas supra-renais, é o responsável pela absorção da “kundalini” (energia da terra) e pelo estímulo direto da energia no corpo e na circulação do sangue. Está relacionado diretamente com os membros inferiores e com os instintos físicos. Atua na irrigação dos órgãos sexuais. Por meio dele é que entram as energias que nos conectam com a terra e com o mundo exterior. Ligação com a terra, com o bem-estar físico, com o instinto de sobrevivência, com a vitalidade, também com a sexualidade. Está diretamente ligado à vontade, pois nos dá motivação e energia para agir, fazer, realizar, para ganhar nosso sustento, para enfrentar obstáculos etc. É ativado por um ato de vontade dirigida e controlada pelo indivíduo: o chacra Básico responde ao aspecto vontade. Da mesma forma que o Princípio “vida” está situado no coração, o Princípio da “vontade” de ser está situado no chacra Básico.
 Seu principal aspecto é a inocência, qualidade pela qual experimentamos a alegria pura, infantil, sem as limitações do preconceito e dos condicionamentos, e que nos dá dignidade, equilíbrio e um enorme senso de direção e propósito na vida. É simplicidade, pureza e alegria.
 Neste centro energético se unem matéria e Espírito.
 É o chacra onde a "serpente de Deus" (Energia Divina) experimenta duas transformações: a) A “serpente da matéria” permanece enrolada sobre si mesma. Quando despertamos a consciência de que somos seres de origem Divina, ela se transforma na “serpente da sabedoria”; b) A serpente da sabedoria sobe ao longo da coluna, até chegar ao topo da cabeça (Coronário), e então se converte no "dragão de luz vivente". Essas etapas são nutridas pela Energia que flui através da coluna vertebral, por intermédio do cordão vertical (eixo magnético) que se forma do chacra Coronário ao Básico.
 Esta é uma representação da energia kundalini: uma Energia Divina que vem da terra, que é básica para a nossa existência, e que desperta quando tomamos consciência de que somos espíritos imortais vivendo importantes experiências na carne (“a serpente que estava enrolada sobre si mesma desperta e se transforma na serpente da sabedoria”). Essa tomada de consciência (da nossa origem Divina) desperta a kundalini, que nos traz o prazer de viver, gratidão pela Vida etc., ao subir pela coluna vertebral até ao chacra da Coroa, onde se encontra com as Energias que vêm do Alto, numa “explosão” fantástica de Energia e Luz (“e a serpente da sabedoria se transforma no dragão da luz vivente”).
Essa reflexão nos dá uma idéia da Grandeza da Criação, presente em cada um de nós. Fomos criados por DEUS de forma a ter em nós todos os caminhos de acesso às Energias essenciais para alimentar nosso espírito enquanto encarnado: o chacra Básico sustenta a nossa vida na carne, porém associado ao chacra da Coroa, que capta as Energias do Espírito imortal. Essas duas Energias unidas nos dão “pé no “chão” e o despertar da espiritualidade, o caminho do êxtase. Podemos compreender, finalmente, que tudo está interligado (matéria/espírito), que “o céu pode estar aqui”, pois não existem “separações” na Criação Divina...
 Bom funcionamento deste chacra- Dá à pessoa um sentido prático da vida, senso de administração, “pé no chão”. Suas idéias são bem definidas e fecundas, seus projetos são realizáveis. Tem bom discernimento espiritual; consegue usar sua criatividade; tem habilidade e senso de organização.
 Mau funcionamento deste chacra- Provoca falta de equilíbrio emocional, falta de ânimo e de força para tomar decisões e agir; desgaste físico; tendência para a “dramatização” (a pessoa não vê saída para suas dificuldades; pensamentos negativos e confusos; excesso de ilusão). Gera perda de vitalidade, podendo ocasionar gripes e/ou viroses constantes, doenças do sangue, reumatismo, artrite, problemas na coluna, alergias, cicatrização lenta, debilidade óssea e fraturas, impotência sexual, frigidez.
 Quando o Básico está pouco energizado, a pessoa tende a negar suas necessidades materiais, dá muita ênfase aos aspectos sentimentais e místicos, não tem “o pé no chão”. Tem dificuldade de permanecer num trabalho ou num emprego; seus recursos parecem “sumir”, não rendem o suficiente. No amor, faltará espontaneidade na relação e pode haver um sentimento de posse do ser amado (medo da entrega, medo de perder).
 Já quando muito ativado, o Básico tende a gerar um forte apego, excesso de materialismo, excesso de agressividade, irritação e rigidez na forma de a pessoa lidar com as necessidades materiais de sobrevivência. Poderá negar seus sentimentos e emoções, desqualificando-os; às vezes, até negando a existência de Deus e a realidade não tangível (“morreu, acabou...”; “só existe aquilo que posso pegar e tocar...”; “viver é competir, então preciso ganhar a qualquer preço”... etc.). Um desequilíbrio mais acentuado pode gerar: cobiça; complacência na brutalidade; dificuldade de se apresentar de modo criativo, espontâneo e flexível; dificuldade para a expressão espontânea dos sentimentos e sensações; agir e reagir de forma compulsiva; tensão, pelo desejo de controle da sua posição na vida. A pessoa terá dificuldade no dar e receber (níveis psicológico, emocional e sexual), impedindo-se de ter sentimentos e relações espontâneas.
 Os bloqueios nesta região relacionam-se com a capacidade de soltar e transcender, de ir além das preocupações puramente materiais.
 O ponto chave é: deixar fluir, deixar que a Vida Maior nos conduza (sem cruzar os braços!), pois a Vida flui naturalmente. É deixar-se conduzir pela Inteligência Divina Amorosa que preside a todos os mecanismos e processos vitais!
 Glândulas relacionadas ao chacra Básico: Ovário, Testículos e Próstata.
 Cor de vibração do chacra Básico: Vermelho
 Partes do corpo regidas: A coluna vertebral, os rins, o aparelho reprodutor e os membros inferiores. As musculaturas que podem ser envolvidas por um bloqueio nessa região são: glúteos, diafragma pélvico, músculos internos da barriga e da região lombar (abdominais, lombares, lombo sacrais e glúteos médios).
 Pessoas com estes bloqueios podem apresentar hemorróidas, dores lombares, tensão nas pernas e pés, problemas nos aparelhos urogenitais e dificuldades sexuais.
Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá

Nenhum comentário:

Postar um comentário