29 de fev de 2012

O PERDÃO



         A consciência e o conhecimento são os únicos caminhos que nos fazem evoluir e o perdão depende diretamente destes.

         Todo ser humano possui em si as duas polaridades, positiva e negativa, não há como alcançar a condição angelical estando encarnado no planeta Terra e isso é um fato tão latente que muitas pessoas que se integram a fundamentos ou segmentos religiosos que exigem tal condição, acabam desistindo até mesmo da religiosidade, frustrados por jamais conseguirem alcançar tal objetivo.

         Muitos ao constatar um erro cometido no passado se condenam ferrenhamente e entram em um processo lamentável de auto destruição.

         Diante disto, venho trazendo um ensinamento, que apesar de estar tão nítido parece não ser notado por muitos.

         O Planeta é composto por várias faixas evolutivas, porém o maior grupo que aqui habita já alcançou um ponto onde geralmente o mal se faz presente graças a ignorância e não a intenção. Na maioria das vezes que prejudicamos ou magoamos alguém não o fazemos intencionalmente e sim por conta do nosso grau de compreensão diante de tal situação. Isso quer dizer que depois de algum tempo, com um grau maior de compreensão e evolução conseguimos enxergar o mal que cometemos e neste momento também precisamos ter a consciência de que se assim o fizemos era justamente por conta de não termos na época em questão o mesmo conhecimento e a mesma evolução do hoje, onde se assim fosse não os cometeríamos.

         A partir do momento em que temos essa consciência o auto perdão se dá com maior facilidade e nos faz mais fortes e ávidos para buscar o conhecimento e a evolução, ao invés de entrarmos no processo de auto destruição e condenação.

         Compreender que Deus NÃO condena ninguém, porque tudo é perfeição e a consciência Cósmica sabe que mais dia ou menos dia, todos alcançarão a evolução e que todas experiências vividas são apenas caminhos para isso, já trás um grande alívio em nossos corações, pois assim sairemos do condicionamento coletivo de um Deus vingativo e cruel. O umbral, baixo astral, inferno, ou seja lá o que quiserem, só existem graças as mentes doentes e desequilibradas onde a auto condenação e a auto destruição se faz feroz, somos nossos piores juízes, por isso necessitamos urgentemente nos livrar desse consciente coletivo de punição. É fato que cada ato trás uma conseqüência, porém tenham a certeza que em grau muito menor do que aquele que nos impomos. Compreendam que todos aqueles que se encontram nestas zonas de desequilíbrios em algum momento serão despertados e o simples fato dessa tomada de consciência que a ajuda está apenas no aguardo de sua escolha, tudo se faz melhor e promoverá a retomada da jornada evolutiva.

         Tendo consciência de tais fatos e o conhecimento de como se dá o fluxo energético, o auto perdão é praticado com maior facilidade e razão. Os erros cometidos deixam de ter tamanha importância dando lugar ao ato de reconciliação, à busca do acerto e a mente livre de condenação. Enfim, errar é humano, reconhecer o erro e corrigi-lo é para aqueles que corajosamente buscam seguir o fluxo energético emanados do Criador; popularmente falando, errar deixa de ser o problema maior porque o que importa é a capacidade que a pessoa possui em se auto avaliar para corrigir e  perdoar os erros cometidos.

         A Umbanda é muito extensa e dinâmica, o tempo todo seus seguidores são colocados em situações que testam seus graus evolutivos e suas capacidades de aprendizado. Sabemos que cada sentimento é uma energia emanada e toda energia possui sua fonte geradora, ou seja, os Orixás, energias sustentadoras do planeta. Conhecer essas fontes nos facilitará inverter polaridades para buscar equilíbrio, sendo assim, deixarei abaixo uma pequena lista para reflexão.



Oxalá - fonte principal e primordial energética - Irradia tudo que é ligado a abundância da criação; é o amor e a paz!



Iemanjá - emana inspiração, tranqüilidade - Num momento angustiante onde precisamos de calma para pensar numa solução, podemos buscar a energia de Iemanjá, lembrar seu pólo natural, a imensidão e o movimento do mar nos inspirará a tranqüilidade necessária para que a solução invada nosso mental.  



Ogum - emana a determinação e a força de ação - Quando necessitamos agir para progredir ou concluir algo ou algum objetivo, encontramos em Ogum essa fonte geradora. Mentalizar-se vigoroso, atuante e destemido favorecerá seus intentos.



Oxum - emana o amor fraterno a compreensão dos sentimentos - Em um momento de depressão, baixa auto estima e problemas da emoção, encontramos em Oxum a fonte necessária para nos libertarmos dessas negatividades. Imaginar-se tomando um banho de cachoeira, ou então tomar realmente um banho de cachoeira e neste momento mentalizar todas as dores dos sentimentos sendo lavadas pelas quedas d'água e consecutivamente todo esse mal sendo levado embora rio abaixo é um ótimo exercício para equilibrar emoções.



Xangô - emana sabedoria e discernimento - Em momentos onde precisamos analisar fatos, compreender as facetas dos acontecimentos para buscar uma saída, a firmeza das rochas e a exatidão como elas se encaixam nos dá a certeza de que tudo tem solução e acomodação.



Iansã - emana a disponibilidade, a agilidade de raciocínio - Existem situações que necessitamos agir com rapidez e inteligência para eliminar situações negativas, mentalizar os ventos que passam por tudo e por todos com facilidade nos faz compreender como nosso pensamento é capaz de fluir se nos ligar a sabedoria Suprema.



Oxossi - emana conhecimento e a prosperidade - Em qualquer situação que o conhecimento entrar em nossas vidas pode ser considerada uma benção, pois ele nos liberta dos sofrimentos nos encaminhando assim, para a prosperidade em todos os sentidos da vida.



Nanã Buroquê - emana a firmeza e a aplicação da experiência - É responsável pela energia que nos faz colocar em prática toda experiência adquirida no decorrer de nossas vidas, facilitando uma decisão e uma postura a ser adotada.



Omulú - emana o bem estar físico e a paciência - Muitos se pegam adoentados quando enfrentam situações onde o emocional se abala e é justamente nessas condições que a emanação de Omulú age em nós, transmutando essa energia, restabelecendo nossa saúde trazendo a serenidade necessária para enfrentar as situações.



Ibejí - emana a despreocupação e a alegria - Energias necessárias para dar a alma o alívio e a gratidão por estar encarnada.



         Fiz um singelo e pequeno resumo apenas para que compreendam a origem de tantas emoções e sensações e sensações positivadas que podem nos ajudar no dia a dia, basta abrirmos as portas e deixá-las entrar.



Abraços e Luz,

Mãe Solange de Iemanjá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário