9 de nov de 2011




Níveis Vibracionais – Evolução

            Diante do testemunho da mãe pequena Solange Vilella; vou passar um pequeno, porém importante, ensinamento que o Caboclo Cobra Coral passou.

            No planeta Terra, convivemos cotidianamente com inúmeras pessoas de nível vibracional diferente do nosso. Olhando friamente para as pessoas poderemos observar grupos mais ou menos esclarecidos, intelectualizados, sensibilizados, humanizados e evoluídos. Sendo assim, conforme foi dito por Jesus em sua passagem terrena:- “Não haverá um só rebanho e nem um só pastor”. Ele deixa clara a necessidade de haver vários seguimentos religiosos e dentro de cada um, níveis diferenciados também, para poder atender todos os degraus evolutivos daqueles que tem afinidade àquele segmento.

            Compreendendo que os níveis vibracionais são de suma importância para a evolução do ser, fica fácil encarar com naturalidade todo e qualquer tipo de seguimento e suas vertentes. Vou usar um exemplo comum. As pessoas que seguem rituais de magia negra são constantemente combatidas e malditas, no sentido literal da palavra, por aqueles que possuem um grau evolutivo maior (que hoje já é a grande maioria no planeta) contra seus atos e rituais, que interferem diretamente no livre arbítrio e preservação física do próximo, porém a compreensão nos faz ver que esse seguimento realmente ainda é necessário existir para aos poucos lapidar e direcionar aqueles que se integram nesta faixa vibracional.

            Como já foi dito em outras postagens, a religião nada mais é do que o freio para os maus instintos do ser humano, que leva cada um de uma forma ou de outra a ir se espiritualizando e buscando os ensinamentos e leis do Pai Maior. Essa regra cabe também para todos os segmentos esotéricos e qualquer outro que busque essa inteiração espiritual.

            Voltando a magia negra; mesmo ela sendo negativa, por infringir as Leis Divinas, também é uma forma de se manter contato com a espiritualidade, apesar de inferior e através desse contato é que se faz o canal para que a espiritualidade superior atue através de experiências mal sucedidas, desilusões, etc., para fazer com que aquelas pessoas seguidoras dessas doutrinas, já que os iguais que se atraem, reavaliem suas condutas e escolhas retomando a jornada evolutiva.

            O melhor exemplo que tenho para dar a respeito do que estou falando é a passagem de Jesus Cristo pela Terra, onde foi condenado e brutalmente executado por aqueles que não possuíam evolução suficiente para compreendê-lo e assim foi feito. Um ato horrível diante dos olhares daqueles que já possuiam pelo menos o mínimo de inteiração com o astral superior, porém foi justamente o ato insano e brutal que perpetuou sua mensagem e a disseminou entre todos os povos. Não fossem tantas traições, tanto sofrimento e injustiças cometidas, certamente suas mensagens teriam sido sepultadas juntamente com seu corpo.

            Podemos ver então que o dizer: - Deus escreve certo por linhas tortas, se aplica constantemente no ciclo evolutivo da humanidade e dentro da Umbanda não poderia ser diferente. É por esta razão, que mesmo dentro de uma mesma religião, existem várias casas em níveis evolutivos e vibracionais diferentes, tudo dependendo da evolução de seu dirigente e entidade atuante. Como a evolução é uma constante e é uma obrigatoriedade das Leis Divinas, não é raro ver que a casa de um filho se encontra em condições de evolução melhores do que a casa onde ele se desenvolveu, mesmo que conserve grande parte dos fundamentos aprendidos.

            Sendo assim, todos os dirigentes dos terreiros de Umbanda, deveriam trazer como certo o tempo de cada um em sua casa. Pois cada terreiro é como se fosse uma escola, onde se é cursado até um determinado ponto, tendo que trocá-la para poder dar continuidade ao aprendizado já iniciado (palavras da mãe pequena Solange Villela). Essa é a única razão pela qual existem tantas mudanças de filhos de uma casa para outra, justificadas por situações e acontecimentos materiais, mas que na verdade é unicamente o ajuste da energia pessoal de cada um, que já não é mais compatível com a casa onde se encontra. Isso pode ocorrer nos dois níveis, tanto o filho pode chegar num momento que sua evolução pede mais do que é dado na casa, quanto depois de um determinado tempo (que costuma não ser muito longo) a energia da casa conflita com aquele que ainda não alcançou o estágio evolutivo que está atuante nela e ele se vai.

            Depois de ter realmente compreendido isso, confesso que minhas preocupações referentes ao giro dos filhos pela minha casa é algo que não existe mais, fazendo da minha jornada algo mais leve.



Abraços e Luz,

Mãe Solange de Iemanjá.

4 comentários:

  1. Mãe Pequena Aline9 de nov de 2011 23:07:00

    Sabe, esse texto esclarece muitas situações mal entendidas, tornado-as claras e mais leves.

    Também, nos ajuda a sermos menos preconceituosos em relação às demais religiões, e às outras casas, dentro da nossa própria religião.

    Adoro essa visão, de que temos sempre que respeitar o tempo e o momento de cada um, inclusive o nosso e nos aprimorar sempre.

    Grande abraço a todos com muuuiiita Luz!

    ResponderExcluir
  2. O texto nos faz refletir sobre a tolerancia e a convivencia com o diferente. Para meu grupo sou igual, mas para outro tenho que aceitar que sou diferente. Eu e o outro nao somos melhores nem piores, apenas estamos em grau de evolucao diferente. O exemplo da escola eh preciso. Quantos melhores amigos tivemos na infancia? Quantos melhores amigos tivemos na adolescencia? Quantos melhores amigos ainda teremos?
    O que importa que disto tudo busquemos a evolucao sempre

    ResponderExcluir
  3. Em todos os momentos de nossas vidas estamos convivendo em egregora,sendo agregados ou migrando para novas energias mediante nossa emanação energética.
    A muitas moradas na casa de meu pai. Qual caminho a seguir sua mente te guiara.

    Força e Luz...

    Mãe pequena Solange ...

    ResponderExcluir
  4. Acredito que nascemos e sabemos e sentimos os ensinamentos que Jesus deixou porém não recordamos e temos que ter alguém que vai lá e nos lembra o caminho...até que um dia crescemos e sentimos a necessidade cada um no seu tempo, muitas vezes o tempo até passou...e ai a pessoa disperta para procurar entender os ensinamentos que ele nos deixou. E assim segue seu caminho na sua sua reforma intima e onde seu coração toca e sente-se melhor. beijos Cris

    ResponderExcluir