12 de set de 2011

A Evolução no Orbe Terrestre

No planeta Terra muitos chegaram expurgados de outras orbes planetárias. Para continuarem sua jornada evolutiva foram reintegrados a grupos sociais ou a seios familiares para aprendizado e correção moral. Há também aqueles que aqui experimentam desde suas primeiras impressões instintivas até alcançarem o patamar da individualidade.
Nós os chamamos carinhosamente de sementes pulsantes ou simplesmente, sementes. Muitos e, em especial aqueles que estudam a doutrina espírita kardecista, os conhecem por mônadas.
As sementes são cuidadas diretamente pelos engenheiros planetários, irmãos que lidam com o planejamento de encarnes e reencarnes e processos evolutivos. A melhor maneira para descrever a semente é a de compara-la exatamente ao óvulo fecundado, onde se constata a pulsação do coração; podemos então dizer que equivalem a fetos astrais.
As sementes iniciam o processo evolutivo através de experiências instintivas diretamente ligadas a vida vegetal, mineral e animal. Como exemplo, citarei um processo no reino mineral:
- Os engenheiros planetários reúne um grupo de sementes e em torno delas plasmam com precisão incomparável o molde de uma rocha já existente no plano físico. Esta forma plasmada que envolve esse grupo de sementes fica um determinado período, ainda no plano astral, em observação e cuidados. Este é um momento de adaptação; onde é comum observarmos certa agitação e incomodo das sementes. Estas, precisarão se habituar a vida conjunta e ao espaço restrito (podemos dizer que este é o início do processo de adaptação ao confinamento que viverá durante sua jornada evolutiva em seus momentos de encarnes). Assim que se acomodam e acostumam-se na nova condição é cuidadosa e criteriosamente acoplada a forma plasmada, a rocha do plano físico. Nesta nova etapa experimentarão o calor do sol, o frio da chuva e do vento, as baixas e altas temperaturas climáticas, a força das ondas colidindo, o solo encharcado ou ressecado, a luz do dia e a escuridão da noite.
Através dessa exposição os instintos animais se iniciam, as primeiras sensações de autodefesa vão aos poucos se instalando ao mental das sementes. Após a vivência no reino vegetal e mineral, as sementes estão prontas para experimentar o reino animal, onde adquirem o direito da individualidade, porém ainda irracional. Nesta fase além dos instintos animais adquiridos já começam a vivenciar experiências emocionais e, quando se trata de animais já na fase de domesticados, essas experiências são ainda mais estreitas e a oportunidade de compreensão e escolha já lhes faz parte do dia a dia. Esse processo completado a semente adquiriu o direito à vida humana, onde a razão será sua grande aliada em sua jornada, e iniciará a busca pelo processo de aperfeiçoamento moral e espiritual.
Vale a pena ressaltar, que todo esse processo é altamente protegido e vedado, as minúcias não chegam até os viventes deste planeta. Essa postura de resguardo e proteção se dá para evitar que a ciência da vida astral caia em mãos erradas e trevosas, já que nos laboratórios do submundo muitos cientistas aliados das trevas buscam desesperadamente o caminho para a criação, e hoje empreendem esforços inomináveis na elaboração de clones, sustentados pela energia do ectoplasma, que na grande maioria das vezes é conseguido através do vampirismo ou roubo energético devido as falhas e fraquezas morais dos filhos encarnados.
É relevante também informar que o espírito é eterno, sendo assim não há possibilidade de morte para ele. Aqueles que fracassam em seu processo evolutivo no planeta Terra ao ponto de retornar a fase ovoide (sementes), são os que aqui chegaram expurgados por sua condição inferior e não se adaptaram a faixa vibracional do planeta, sendo assim, retornarão ao processo evolutivo compulsoriamente à fase instintiva das sementes como forma de nova oportunidade dentro do ciclo natural da vida no planeta Terra. Já aqueles que aqui iniciaram o processo evolutivo, ou seja, os que não chegaram aqui expurgados e, portanto não possui processo de vivências anteriores gravadas no mental, mesmo após várias quedas em suas encarnações, a grande maioria, ainda não atingiu o ponto de retornarem ao processo ovoide sendo que para isso existem inúmeras oportunidades de refazimento moral e espiritual, antes que isso ocorra.

Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá

Matéria inspirada pelo Caboclo Cobra Coral em Agosto de 2011, através da médium Solange Costa.

Um comentário:

  1. Mãe Pequena Aline Bizotto14 de set de 2011 22:20:00

    Mais uma vez, o Sr. Coral nos trouxe ensinamentos de grande valia, que nos leva a muita reflexão e reavaliaçao das nossas atitudes.
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir