NOSSA CASA

14 de abr. de 2011

Nota Explicativa

Nota Explicativa: Os Filhos de Fé não recebem influência de apenas um ou dois Orixás. Da mesma forma que nós não ficamos presos à educação e orientação de um Pai ou Mãe Espiritual, também não ficamos sob a tutela de nosso Orixá de Frente ou Juntó. Frequentemente recebemos influências de outros Orixás (como se fossem professores, avós, tios, amigos mais chegados na nossa vida material). O fato de recebermos essas influências não quer dizer que somos filhos ou afilhados desses Orixás. Trata-se apenas de uma afinidade espiritual. Uma pessoa, às vezes, não se dá melhor com uma tia do que com a mãe? Assim também é com os Orixás, podemos ser Filhos de Ogum ou Inhaçã e recebermos mais influência de Oxosse e Oxum. Posso ser Filho de Obaluaiê e não gostar de trabalhar com Entidades que mais dizem respeito, preferindo trabalhar com Entidades das cachoeiras, o que, de forma alguma me faz ser adotado por estes outros Orixás. O importante é que nos momentos mais decisivos de nossas vidas, suas influências benéficas se fazem presentes. Quase sempre uma soma de valores e não apenas, e individualmente, a característica de um único Orixá. Texto extraído da apostila do curso “Formação Sacerdotal de Umbanda – 25º Barco”, ministrado pelo Babalaô Ronaldo Linares, Babá Dirce Paudette Fogo, Babá Tânia Maria Simões e Babalaô Eurides Silva Costa através da Federação Umbandista do Grande ABC

Filhos de Nanã

Características dos Filhos de Nanã:Nanã é um Orixá velho. O mais velho dos Orixás femininos, talvez por isso seja, também, o mais amoroso e o mais egoísta. Os Filhos de Nanã são muito possessivos e tendem a cercear seus amigos. São exclusivistas e não admitem dividir suas idéias. Dedicam-se sem reservas a seus amigos e parentes, porém, procuram sempre criar barreiras para evitar que os mesmos encontrem novas amizades e novos caminhos. São rabugentos e costumam guardar em seu íntimo tudo aquilo que lhe fazem. O Filho de Nanã jamais esquece o que lhe fazem, mesmo que depois lhe peçam desculpas. Sempre comenta e toca no assunto quando há oportunidade. Gosta de estar rodeado de amigos, porém, não abre mão de sua presença, fazendo questão de que ela seja notada e comentada. Veste-se muito bem e possui um pouco da intransigência de Ogum. Os Filhos de Nanã são resmungões e acham dificuldade em tudo o que precisam fazer. Esperam sempre que os outros façam ou resolvam seus problemas. São muito ladinos, sempre acham uma forma dos outros fazerem suas coisas. Por serem demasiadamente possessivos, não admitem que seus filhos ou familiares mais próximos tomem decisões sozinhos ou que seus companheiros saiam sós.

Filhos de Xangô

Características dos Filhos de Xangô:O Filho de Xangô é, por excelência, calmo e muito ponderado. Costuma pesar os fatos com muito cuidado, procurando sempre pôr panos quentes em qualquer disputa. Só toma decisões depois de pesar e analisar todos os ângulos dos problemas apresentados, procurando ser o mais justo possível. Dedica-se de corpo e alma a tudo o que se propõe a fazer, mas desilude-se com muita facilidade também. É sonhador por excelência, acha sempre que tudo dará certo, deixando-se levar, com muita freqüência, pela ilusão e pelo sonho. Sempre procura apresentar seus propósitos e planos de maneira mais bonita, mais enfeitada, o mais claro possível, sem observar o que há de viável neles. Nunca procura ver se há realismo no que se propõe a fazer. Os Filhos de Xangô são capazes, geralmente, de grandes sacrifícios, mas aborrecem-se profundamente se algo que programaram não dá certo. Não admitem mudanças de programação, não só quando dependem deles a realização do plano programado. Costumam ficar roendo muito o que lhes acontece, ou o que não se realizou com queriam. Separam, com muita freqüência, a realidade de si, levando seus pensamentos para altas esferas. Por serem muito honestos, magoam-se com muita facilidade pela ingratidão das pessoas, achando que todo o mundo tem obrigação de ser honesto e preciso em suas decisões. A Filha de Xangô, geralmente, é muito crédula, acredita em tudo o que lhe dizem. Magoa-se profundamente por coisas que não tenha feito ou que tenham dito que ela fez. Guarda mágoas profundas, mas não consegue guardar raiva. Em relação ao lar, não gostam de sair de casa, preferem o aconchego do lar e são excelentes mães de família, mantendo o lar em perfeita harmonia, não permitindo desavenças entre os familiares, dando possibilidades a todos de se defenderem, sempre que for necessário.

Filhos de Ogum

Características dos Filhos de Ogum:Os Filhos de Ogum são tidos como brigões, mas é errôneo este pensamento. São mais intransigentes e obstinados do que propriamente brigões. Ogum representa o Espírito da Lei e seus Filhos têm esta característica bem predominante. Raramente pondera as coisas: se o regulamento é este, então, tem que ser seguido a qualquer custo. Toda Lei tem que ser estudada, para obter-se o seu verdadeiro sentido, para saber o seu espírito. Porém, para o Filho de Ogum, ele é usada com parcimônia. Ele segue a Lei sem ligar se ela serve para este ou aquele caso. É a Lei, tem que cumprir, implacavelmente. O pai de família, Filho de Ogum, não dá muitas chances de diálogo para seus filhos. É inflexível e radical. Usa uma lei para si e outra para os outros. É vaidoso, não gosta de ser contrariado em suas opiniões. Raramente “arreda pé” de sua posição, mesmo quando não dá certo. Quer sempre fazer prevalecer o seu ponto de vista. Não recua nenhuma vez em suas decisões. Tem sempre tendências para resolver as coisas para o seu lado, de qualquer forma. A mulher, Filha de Ogum é mais querelante do que briguenta. É mais belicosa e de atitudes extremadas. É excelente mãe de família, porém, coitado do filho que não andar direito: ela é do tipo que bate primeiro para depois perguntar onde foi o erro. O Filho de Ogum é dado a fazer conquistas, tem facilidade de relacionamento com o sexo oposto de qualquer filiação de Orixá.

Filhos de Iemanjá

Características dos Filhos de Iemanjá:Iemanjá e Oxum se confundem com o Espírito Criador e muitas de suas características também se confundem. Representam a própria instituição da família, seus laços, suas dependências. O Filho de Iemanjá é empreendedor, ativo, um pouco sovina. Sonha com grandes progressos, embora, às vezes, de forma ingênua, não tenha idéia de proporção, exagerado em suas aspirações. Raramente toma atitudes agressivas, excetuando-se, naturalmente, no plano familiar. De temperamento dócil, sereno, pode também agitar-se por qualquer motivo. Dificilmente consegue esquecer uma ofensa recebida e custa muito a depositar novamente confiança em que haja lhe ferido ou magoado. A mulher que é Filha de Iemanjá tem no marido e filhos seu principal objetivo. Costuma ser muito exigente com os filhos, mas perdoa todas as suas faltas, não raramente, escondendo-as, para que as crianças não sejam punidas por mestres ou pais. Como uma fera, briga com quem quer que se interponha entre os filhos e o lar. Também costuma ser desconfiada e não raro inferniza a vida do companheiro com ciúmes doentios. Se necessário, ombreia-se com o marido para fazer frente às dificuldades da vida, dando tudo de si. Nunca deixa de fazer o que lhe pedem, embora tenha uma grande tendência a reclamar de tudo. É empreendedora e ativa, vaidosa e coquete, gosta de adornos discretos e caros. Exige muitas atenções e geralmente, embora realize com perfeição os deveres domésticos, parece não sentir grandes atrações para com a cozinha, a não ser no que diz respeito aos filhos. O Filho de Iemanjá parece estar sempre lutando para galgar um lugar de destaque, qualquer que seja o empreendimento a que se dedique. É, por sua própria natureza, um lutador. Os Filhos de Iemanjá são profundamente emotivos, razão pela qual são chamados de chorões

Filhos de Ibejí

Características dos Filhos de Cosme e Damião (Erês):Alegria, sem sombra de dúvidas, é a principal característica dos Filhos de Cosme e Damião. Mesmo em circunstâncias difíceis parecem irradiar sempre alegria. São simples, generosos, altruístas, embora um tanto inconstantes, sinceros e justos. Têm grande apego à família e aos amigos, não raramente fazendo grandes sacrifícios para beneficiar os outros. Gostam de participar e dividir tudo o que têm e contentam-se com pouco. Não admitem não ser considerados e magoam-se quando acham que não foram tratados com a devida consideração, embora não guardem rancor. Exigem um pouco de mimo, de atenção, em quase tudo o que fazem. Adoram ver seu trabalho reconhecido e admirado. Os Filhos de Cosme e Damião são bons pais e maridos. Amantes do lar, são, ainda, calmos e tranqüilos. As Filhas de Cosme e Damião são excelentes esposas e mães, embora, geralmente, muito dependentes. Costumam estabelecer laços familiares muito fortes. Não raramente, mesmo com idade avançada, não tomam quase nenhuma atitude sem consultar seus pais e outros parentes ascendentes.

Filhos de Iansã

Características dos Filhos de Inhaçã:Nascidos da Luz da Manhã, os Filhos de Inhaçã são a própria majestade do Orixá. Sua principal característica exterior é ser sempre uma entidade dominante. Ocupam naturalmente posição de destaque e nunca passam desapercebidos. Gostam de vestir-se sempre na moda e de estarem sempre atualizados, embora haja sempre uma pitada de exagero em quase tudo o que fazem. Têm personalidade marcante, que dificilmente é esquecida. Brilham em quase tudo o que fazem. São temperamentais por excelência, mudam de opinião com facilidade, amando ou desprezando objetos e pessoas ou, ainda, coisas, absolutamente sem motivos aparente. São inconstantes e sentimentais, arrependendo-se com facilidade por atos praticados, mas, também, esquecendo-os e, não raras vezes, repetindo-os. O Filho de Inhaçã herda do Orixá suas características Guerreiras, empenha-se em discussões estéreis, às vezes, só pelo prazer de contestar, não se preocupando absolutamente com os resultados finais. Todavia, quase em tudo o que toca consegue levar a bom termo. É também muito dedicado e prestimoso e além de tudo, alegre.As Filhas de Inhaçã são sempre extremadas: ou amam apaixonadamente ou simplesmente esquecem. Incapazes de odiar, não hesitam em se reaproximar de alguém que lhes tenha magoado, sentindo, não raras vezes, uma real piedade e amor por essa mesma pessoa se, por qualquer razão, estiver em posição de dor ou inferioridade. Não raras vezes, também, assumem as causas alheias, trazem parentes enfermos para dentro das próprias casas, depois, brigam com maridos e filhos por causa desses parentes, posteriormente, invertem toda a situação, mandando embora quem haviam trazido e buscando a paz familiar, como se nada tivesse acontecido. Fazendo tudo em escala maior, amam com intensidade, dão-se com facilidade, produzem ou promovem e depois, pura e simplesmente, esquecem. Quer seja homem ou mulher, o Filho de Inhaçã será sempre alguém que dificilmente consegue passar desapercebido. Será sempre um temporal num copo d’água, passando da tranqüilidade de um lago sereno a incerteza de um mar tempestuoso. Sua principal característica positiva reside na sua capacidade de não apenas perdoar quem eventualmente lhe haja ofendido, como principalmente, esquecer a ofensa. Talvez nenhum outro consiga realmente esquecer o Filho de Inhaçã. Quando lideres em alguma atividade, quase sempre marcam, de maneira indelével, suas administrações, mesmo que isso lhes custe sacrifícios. As Filhas de Inhaçã são extremadas como as chamadas “super mães”. Lutam pela felicidade e progresso de seus filhos e não admitem erros ou faltas, embora, quase nunca tenham coragem de punir as crianças. Como pessoas são exageradamente ciumentas, às vezes, chegando a infernizar a vida de seus companheiros por causa do ciúme.

Características dos filhos dos Orixás

Olá pessoal, A Nayara me enviou uma matéria com as caracterísiticas dos filhos dos Orixás, como comentamos isso na última aula, resolvi postar para vocês lerem. Divirtam-se e não esqueçam de juntar as características do Orixá feminino e masculino para descobrir a personalidade de uma pessoa. A matéria é do curso de sacerdote do Pai Ronaldo Linares, do grande ABC. Abraços e Luz, Mãe Solange de Iemanjá.

9 de abr. de 2011

Testemunho De Um Ogã

TESTEMUNHO DE UM OGÃ Há alguém que sempre esteve, está e estará comigo A onde eu for Não importa o seu nome Toda terra que eu pisar Ele estará... Me ensinou a caminhar E me segurou a cada queda que dei Um sentimento mais forte do que eu Um vento que me fez inspirar pela primeira vez... E a cada estalo do meu atabaque A estrela que me ilumina Me chama para esse ventre em que nasci... Todos os Orixás são a Natureza Que se sentindo o doce aroma E o cheiro da alfazema Pisando descalço no chão do terreiro Como se pisasse em folhas... Vendo todas aquelas saias rodarem de pés no chão Vemos faíscas saindo dalí Elas saem de todos que tem fé... Meu Deus não tem preferências Por onde eu caminhar Ele ouvirá a minha voz chamando por seus vários nomes Ele sempre estará olhando por todos os seus filhos E com todos nós estará Ele... A cada passo que vamos dar Não será em vão... Com o estalar do meu atabaque Eu Salvo! Bato forte com as minhas mãos E com ele eu nada temo Porque o repique do meu atabaque É para ELE Que se alegra do meu canto... E O SOM DO MEU ATABAQUE... É O MESMO DO MEU CORAÇÃO!!!

1 de abr. de 2011

Esclarecendo sobre os graus e degraus da esquerda.




         Recebi um questionamento de uma pessoa que dizia que a Pomba Gira Cigana que trabalha com ela, usa apenas água e rosas brancas e que isso causa estranheza até por parte dela que nunca viu uma entidade de esquerda trabalhando desta forma.
Este é o ponto que desejo levantar a questão.
Existem uma infinidade de sites, livros e etc que insistem em divulgar as características de trabalho de determinadas entidades, assim como as características pessoais que falamos em mensagem anterior.
Por exemplo:- Pomba Gira Maria Padilha.
Vestimenta - saia vermelha rodada
Bebida - Champanhe rose
Fumo - Cigarros longos ou cigarrilhas
Apetrechos - Rosa vermelha nos cabelos e lenço vermelho nos ombros, etc.....
Quero que saibam que isso é exatamente a mesma coisa que as histórias de vida das entidades, ou seja, não procede.
Essas informações vêm apenas para colaborar com manifestações anímicas (quando o médium faz as coisas acreditando que se trata de seu guia). Essas informações não procedem devido a cada grau ter sete degraus para cada mistério.
Mistério é o nome da falange utilizado pela entidade. Exemplo - Um Exú chegou
dizendo que se chamava Djalma. Acontece que o nome Djalma, era o nome de encarnado dele, não me dizia nada a respeito da linha do trabalho e atuação astral. O que precisamos é saber o nome (mistério) que ele carrega como força. Quando eu disse que queria o nome de falange dele, ele se apresentou como Zé da Estrada. Ahhhhh....ai está certo, assim eu sei qual a força que ele atua, quais as armas que ele tem a disposição, qual o tipo de treinamento que ele recebeu.
Vamos a analogia para uma melhor compreenção.
Faz de conta que o mistério Tranca Ruas (ou seja, o nome de falange) é um prédio.
Então o prédio Tranca Ruas tem 7 andares e 7 sub-solos. Em cada andar existe um monte de salas e cada sala representa um mistério menor. Exemplo:- O Zé da Estrada é um mistério menor, dentro do mistério Tranca Ruas.
Só que todos eles, por morarem neste prédio podem se apresentar como Tranca Ruas. Se o Zé da Estrada quisesse, ele poderia ter dito que era um tranca ruas, provavelmente não o fez, porque o chefe do terreiro é um Tranca Ruas do último grau, ou seja, lá da cobertura do sétimo andar.
Sendo assim, imaginem que no térreo, o pessoal bebe cachaça e fuma charuto e se apresentam como tranca ruas.
Lá pelo quarto ou quinto andar eles bebem vinho tinto e fumam cigarros e também se apresentam como tranca ruas.
No sexto andar eles bebem suco de limão com um pouquinho de cachaça e quase não fumam e também se apresentam como tranca ruas.
No sétimo andar, não bebem só usam água e também se apresentam como tranca ruas.
Agora, lá no sétimo subsolo eles bebem sangue humano e mastigam fumo e também se apresentam como tranca ruas. O que pretendo mostrar com isso é que dentro de um mistério, que é a força que carrega um nome, existem vários níveis evolutivos, tanto no positivo, quanto no negativo e tudo isso dentro da negatividade (baixo astral, umbral, purgatório, trevas, pólo negativo, ou o nome pelo qual você conhece o submundo).
Ou seja, a força de atuação e manipulação destas entidades podem ser usadas para o bem ou para o mal dependendo do nível evolutivo que se encontra cada entidade (andar onde mora).
Sendo assim, dizer afirmativamente que o Tranca Ruas bebe Whisky, que o Marabô toma vinho e etc é completamente infundado. E essas informações distorcidas geralmente influenciam os médiuns novatos, que ao se deparar com uma entidade que se diz chamar Tranca Ruas e ao trabalhar com ele vá pedir pinga. Pode o médium, por ter lido ou aprendido em algum lugar que ele bebe whisky e assim, interferir no pedido de sua entidade, sem ter consciência do que está fazendo (animismo), e substituir a pinga pelo whisky. Colocando todo um trabalho a perder; por se tratar o wshiky, de uma energia completamente diferente do nível que a entidade dele se encontra (andar do prédio) e que poderia trabalhar e manipular.
Tem mais um, porém, o exemplo do prédio, modificando as bebidas a cada andar que subia, não é regra. Existem entidades que “moram” no sétimo andar e que bebem pinga sempre que necessário para determinados trabalhos e, seu nível evolutivo é muito maior dos que um astuto rabo de encruza que pede água para lubridiar as pessoas e manipulá-las.
Portanto, não percam tempo com esse tipo de informação, e se o fizer poderão verificar que em um site diz uma coisa completamente diferente do outro mesmo ao tratar da mesma entidade porque cada um vai colocar os materiais que suas entidades utilizam em seus degraus e graus, como verdade concreta e absoluta.
Esse tipo de informação só confundirá os médiuns e, os fará errar por possuírem arquivados em sua memória essas informações.
Vou dizer aqui uma coisa que tenho certeza que vocês nunca viram, e que poderia ser pedido normalmente pela Ciganinha Menina do Cruzeiro da Calunga. Ela poderia vir em terra e pedir um suco de abacaxi com um golinho de pinga para beber.
Quem já viu isso? E se isso acontecesse com vocês? Vocês achariam que estavam ficando loucos? Vocês confiariam em pedir essa bebida? Tenho certeza que não...
Agora vou explicar.
O abacaxi é uma fruta consagrada à Iansã (Orixá que direciona eguns). A pinga é uma bebida consagrada à Exú. Ao pedir um suco de abacaxi com um gole de pinga, esta entidade estará mostrando o seguinte:- Que ela trabalha no pólo negativo de Iansã portanto, ajuda a encaminhar almas (eguns) após seu desencarne, e que ela faz isso mesmo estando na esquerda, ou seja, mesmo sendo uma pomba gira, ela trabalha encaminhando positivamente almas.
Já me estendi demais acho que já deu pra vocês compreenderem que vocês devem trabalhar mediunicamente desprovidos de pré conceitos, livres de tabus, para que suas entidades possam se manifestar verdadeiramente na energia de sua atuação.


Abraços e Luz
Mãe Solange de Iemanjá