4 de mar de 2011

BATER CABEÇA


Bater a cabeça: Esse é o ato de submissão em que nos abaixamos diante Deus e todos os Orixás, pedindo sua proteção. O médium se abaixa e toca suavemente a testa no altar, sim suavemente, mostrando respeito e sendo humilde ao se abaixar diante de Deus.
         Com a cabeça voltada e prostrada na toalha, também significa a solicitação da benção do seu pai espiritual e do seu Orixá, significando num ato de humildade a obediência e resignação aos preceitos religiosos, devendo significar a aceitação desta casa e de seus mentores como seus condutores no caminho de Deus e de nossa religião.
         As mãos voltadas com as palmas para cima, no mesmo nível que a cabeça complementam o recebimento das emanações vibratórias positivas de Deus, dos Orixás e de seus mentores espirituais.
         Dizem que o ato de bater a cabeça, surgiu ainda na senzala, com os negros escravos. Sim, com eles mesmos, dizem que  como eles eram obrigados a reverenciar santos católicos, colocavam os assentamentos dos Orixás sob o altar dos santos católicos. Como não aceitavam estar acima da vibração dos Orixás, se deitavam no chão e encostavam a testa na terra, para estar no mesmo nível (altura) dos assentamentos, e como submissão encostavam a testa no chão pedindo-lhes a benção.
        Em muitas casas, que não possuem um lugar reservado para os assentamentos, colocam os mesmos sob o altar, assim os Dirigentes e seus filhos batem a cabeça para pedir a benção  a Deus e os Orixás regentes da casa.
        Quando batemos a cabeça, encostamos o chacra frontal (testa), no chão, pedindo a benção a Deus, encostamos o canto direito da testa pedindo a benção a todos os Orixás e mentores da casa, encostamos o canto esquerdo da testa saudando as forças da casa (direita e esquerda). Outra forma é encostar a testa Pedindo a Benção de Oxalá, o canto direito saudando o Orixá masculino de coroa, o canto esquerdo saudando o Orixá feminino de coroa e voltando a bater a testa saudando as forças do terreiro e todos os Orixás.

Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá

Um comentário:

  1. Oh! Todos Benditos Orixás (que me ajudaram e me ajudam! Especialmente, aos Meus! Saravá! Malê! Eterna, Infinitamente, Agradecido, Grato (Mesmo), de coração, por tudo de bom, a mim, por tudo, Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Peço-Vos, por favor, que eu seja liberto, total e definitivamente, de todas as: obsessões, auto-obsessões, ignorâncias! Pra Sempre (Mesmo)! Assim Seja (Amém)! Assim Se Faça (Sempre, Mesmo, Demais)! E, Nunca (Mesmo) Se Desfaça! Axé, Axé, muito Axé!...

    ResponderExcluir