26 de fev de 2011

A UMBANDA


A UMBANDA
Sempre que ouvimos falar sobre a Umbanda , verificamos que se trata de mostrar uma evolução material de uma religião.

É comum lermos textos que falam da evolução cultural , do sincretismo entre os negros , índios e a igreja católica.

A abordagem sempre é feita considerando o processo histórico do Brasil , do descobrimento até os dias atuais ,ou seja , a cultura africana e indigenista que veio passando de pai para filhos através de praticas familiares.

Raramente encontramos alguma analise ou comentário sobre a Umbanda , vista pelo ponto de vista Espírita.

Explicando melhor , existiu um processo de evolução cultural desde os tempos do descobrimento do Brasil até os dias atuais , dos cultos africanos e dos índios , que veio através dos tempos passando de família em família tentando manter os hábitos e costumes dos primeiros escravos , como exemplo podemos citar o Candomblé.

Mas a Umbanda como a conhecemos atualmente , não se encaixa dentro deste processo contínuo de evolução material e cultural , senão vejamos:

A palavra Umbanda nunca foi utilizada em nenhum outro ritual ,seita ou culto anterior ao seu aparecimento no começo deste século (1908).

Seu aparecimento se passa em um Centro Espírita (Kardecista) , com a manifestação de um espirito denominado Caboclo das Sete Encruzilhadas.

Verifica-se nas palavras deste espírito todo um planejamento anterior e todo uma estrutura espiritual.

A Umbanda é cristã , prega a caridade , a humildade ,a simplicidade, o amor ao próximo e acima de tudo somente faz trabalhos voltados ao bem. Um terreiro que realize um trabalho sequer , para prejudicar alguma pessoa , nunca poderá ser chamado de Terreiro de Umbanda.

A Umbanda não lida com orixás (deuses do Panteão Africano) , propriamente ditos; mas incorporando em seus médiuns , caboclos , pretos-velhos , crianças , baianos , bioadeiros , espíritos aquáticos (povo da água) , eguns (sofredores) , exus (não os da África) e outros , que são entidades desencarnadas da Terra e não os Orixás , como entendem os africanos.

A Umbanda é Reencarnacionista e a maioria dos espíritos que se manifestam falam em trabalhar para evoluírem.

É muito comum o uso de termos e expressões oriundas do espiritismo: fluidos , passes , espíritos, incorporação etc..

A maioria de seus praticantes já estudou, ou estuda , as obras Kardecistas (Espiritas): O Evangelho , O Livro dos Espíritos ,O Livro dos Médiuns , A gênese , etc...

No espiritísmo estamos no Geral e na Umbanda no específico.

A Umbanda aceita em seu meio qualquer irmão , de qualquer religião , desde que este esteja disposto a praticar o bem e a usar todas as suas forças para combater as trevas .


Abraços e Luz,
Mãe Solange de Iemanjá

Nenhum comentário:

Postar um comentário